Blog do/a lus/z

And the answer to Life, the Universe and Everything Else is…

Virada Cultural não é circo, pra que os palhaços?

Posted by Andrei Luswarghi em 20 maio, 2007

O show da OSESP foi ótimo. A apresentação foi muito boa e acho que, sinceramente, nunca vi som tão perfeito: do repertório (que, embora curto, durou hor’e pouco) ao som que chegava pra platéia, ‘tava tudo MUITO bom MESMO. O regente sabe lidar com a platéia, os músicos são, lógico, dos melhores.

O que não ‘tava bom era a própria platéia.

É sério, foi mal-estruturado o horário. Teria que ser em um auditório, fechado, separado dos outros shows – por mais impraticável que seja coisa do gênero em SJC – pra, pelo menos, não ficarem ali os imbecis que ‘tavam esperando os shows depois. Tinha, sim, muita gente boa assistindo, respeitando. Mas tinha tanto mano que não sabia o que ‘tava acontecendo e, pior, CONVERSANDO (isso é um pecado em qualquer apresentação de música clássica, até eu sei disso), BRINCANDO e – acreditem – assobiando e batendo palma pro hino nacional. Chegou ao ponto em que o maestro riu e disse “a gente já entendeu o recado, calma, essa é a última música”. Se aquela foi a última música justamente pelos manos, não sei. Mas tomara que tenha chovido pra estragar o reggae deles.

O problema não foi eles terem ido. Foi eles terem ido e, ‘tando lá, ficarem estragando o show pra quem não queria saber o que tinha depois, ‘tava ali pela sinfônica. Isso sim é uma puta sacanagem. Dava vontade de chutar alguns infelizes.

Mas, tudo bem, o pior da Virada Cultural daqui nem foi isso.

Em São Paulo, quando teve, até EU sabia dos shows: ‘poxa, vai ter Zélia Duncan em Sampa, que legal!”. Eu fiquei sabendo que ia ter Virada aqui em São José há três dias, na quinta-feira: divulgação zero.

E a maior palhaçada foi o show do Yamandu Costa: NINGUÉM sabia que ia precisar ter convite/ingresso, só quem pegou um panfleto na ponte-que-partiu, por sorte. Chegando lá, adivinha: um andar inteiro REVOLTADO, e a infeliz administrando aquilo ‘tava indignada puta (em todos os sentidos) com o pessoal reclamando. É uma incompetente e, pior, uma incompetente cara-de-pau. Ano que vem, não voto no Cury, minha família que agüente: não DÁ pra escolher uma pessoa dessas pra controlar um evento cultural desse tamanho. Não dá MESMO. É até falta de respeito.

Agora, é esperar ano que vem, pra chutar a bunda de algum(a) administrador(a) incompetente.

Anúncios

2 Respostas to “Virada Cultural não é circo, pra que os palhaços?”

  1. Fábio said

    APOIO (não o supermercado que fechou) meu companheiro de pseudo-show frustrado, eu ao contrari o dele fiquei sabendo da vira na quarta, um dia antes dele xP (Há! Ganhei!). Frustrante, eu realmente ia comprar um ingresso de algum transeunte qualquer se ele aceitasse mas é uma sacanagem da grande isso, se vai distribuir ingresso uma hora antes do show avisa, ai eu apareço uns 10 minutos antes de começar a distribuir e pego o meu com segurança. Mas, do jeito que falaram parecia que era correr e entrar (o que sim é o padrão no Brasil)… cidade de engenheiro e nem aqui as pessoas agem com lógica…

  2. Adalberto Costa said

    O que a família tem com isso? Tá maluco? O voto é secreto e de sua única e inteira responsabilidade. Se bem que quando vc era menos crítico, acho que com uns 3 ou 4 anos deixei vc colocar o “x” na cédula pra mim. rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: